Você está aqui: Página Inicial / Ouvidoria / POLUIÇÃO SONORA NAS AVENIDAS PRIMEIRO DE JUNHO E GOIAS

POLUIÇÃO SONORA NAS AVENIDAS PRIMEIRO DE JUNHO E GOIAS

por Controladoria Interna última modificação 25/10/2018 18h12

Boa Tarde, gostaria que a presente denúncia fosse encaminhada ao setor competente para que sejam tomadas as devidas providências. O que venho denunciar é a extrema poluição sonora advinda dos sons das lojas situadas na Avenida Primeiro de Junho e Avenida Goiás, especificamente da Avenida Goiás que são as lojas situadas no quarteirão compreendido entre Avenida Antonio Olímpio de Morais e Av. 21 de Abril. O fato é que as referidas lojas com o intuito de atrair clientes colocam seus aparelhos de som no passeio, tocando músicas e muitas das vezes utilizando microfone no último volume, o que acaba gerando pertubação não só aos moradores da região (inclusive doentes acamados que não conseguem dormir em razão do barulho, bem como pela trepidação das janelas causada pelo volume do som) como também aos trabalhadores da região, que inclusive relatam casos de depressão por stress, que como se sabe pode ser causada devido a ruídos extremos, assim como outras doenças como: Insônia (dificuldade de dormir), Estresse, Depressão, Perda de audição, Agressividade, Perda de atenção e concentração, Perda de memória, Dores de Cabeça, Aumento da pressão arterial, Cansaço, Gastrite e úlcera, Queda de rendimento escolar e no trabalho, Surdez (em casos de exposição à níveis altíssimos de ruído), enfim são muitas as consequências além de ser uma conduta proibida por lei, cuja fiscalização cabe a Prefeitura Municipal já que nesse âmbito está incluído o meio ambiente. O fato é que os moradores da região já levaram ao conhecimento da Prefeitura Municipal os danos que estão sendo gerados aos moradores em razão dessa indevida utilização dos aparelhos de som mas a mesma não propõe nenhuma solução e sequer da uma resposta. Já realizei protocolo (nº 21881/2018 na data de 20/07/2018) e até hoje não obtive resposta alguma. Também já entrei em contato com o Setor de Meio Ambiente para onde foi encaminhado o protocolo e simplesmente me disseram que estão juntando todas as denúncias para uma possível/futura/sabe se lá quando solução e que a demora se dá pela falta de funcionários. Já estou farta, e doente em razão do problema. Não é possível ter sossego em meu próprio lar! São vários os atestados médicos que comprovam minha condição, os quais pretendo levar aos orgãos judiciários, a mídia, onde quer que seja, caso não se solucione o problema. Está é minha última tentativa, espero que algum representante desta casa que é dita "do povo" possa tomar alguma providência a meu favor. Obrigada

: 24/10/2018 19h04
: Denúncia
: Ouvidoria
: 20181024190409
: Aceito

Respostas

1

: controladoria
: 25/10/2018 18h12
: Aceito

O Serviço de Ouvidoria agradece a sua manifestação.

A sua reclamação será encaminhada à Comissão de Saúde, Meio Ambiente e Ciência para conhecimento e providências cabíveis.

Serviço de Ouvidoria
Câmara Municipal d Divinópolis

Arquivos anexados

Esta solicitação ainda não contém nenhum arquivo anexado.

Ações do documento